Aparece por aqui sempre que puder!

domingo, 23 de dezembro de 2012

A lista de presentes de Natal





Os dias são longos, o ar é quente, e as pessoas parecem ter um pouco de emoção em sua caminhada. Ninguém parece incomodar-se com a repetição canções em todos os lugares.

Depois de tudo este é, o momento mais maravilhoso do ano.

Eu vivo na costa leste da Austrália, onde as pessoas celebram Natal um pouco diferente.
A véspera de natal é uma noite quente e úmida em que é necessário o uso do ventilador. Na manhã de Natal, geralmente algumas pessoas optam por nadar na praia, e comer um pernil no churrasco ou cozido no almoço. A noite de Natal é uma noite de verão sem fim, e os pássaros "kookaburras" receber o novo ano com seu canto - que lembra o riso humano.

De todas as maneiras, tanto os adultos como as crianças admitem que o Natal tem a ver com presentes, objetos, mercadorias e muitas coisas mais.

Obviamente nós cristãos ensinamos ás nossas crianças o verdadeiro significado do natal: celebrar o nascimento do nosso Salvador, e não as coisas materiais. Lamentavelmente, a maioria de nossas celebrações á ELE, são na verdade, celebrações a nós mesmos.

Isso acontece não só no Natal. Todo o ano é a mesma coisa

Temos constantemente caprichos. Mas, como cristãos, tentamos defender estes caprichos com uma máscara de espiritualidade. Escrevemos listas de coisas para as quais queremos que as pessoas orem. Queremos coisas maiores e melhores, e usamos a desculpa de que o necessitamos do que tem de mais atual e melhor para atrair as melhores pessoas.

Acaso isto é verdade? Será que a melhor equipe de iluminação e sonoplastia é uma prioridade?

Acaso queremos que nossos jovens sejam movidos artificialmente a uma emoção, como em um concerto, em vez de ser movido pelo poder de Deus?

Quando atraímos pessoas para as igrejas com coisas superficiais elas se iram por coisas superficiais. Quando competimos com o mundo utilizando coisas mundanas falhamos inevitavelmente. O mundo sempre poderá competir com a música, filmes, luzes, edifícios, etc. O que o mundo incrédulo não tem é um Deus tangível, terno, vivente, que és o REI.

Ouvimos falar de grandes avivamentos e milagre que ocorrem nos países pobres. As pessoas  nestes países têm muito mais cargas, mas muito menos coisas materiais que os desviem. Será possível que distrações provoquem resultados tão assombrosos??

Pregamos sobre Mateus 19:24 e as dificuldades do jovem rico para entrar no céu. Esta é uma advertência para nós – também somos ricos!!! Estamos tão sobrecarregados pela nossa extensa lista de desejos e caprichos que nem vemos que temos nos colocado em uma posição perigosa.

Meu irmão e eu estávamos recentemente falando do céu. Nos demos conta de que, á primeira vista, não expressamos uma esperança real de pertencer ao céu. As coisas pelas quais sentimos paixão são as coisas materiais ou simplesmente terrenas. Quando vemos as pessoas do mundo esperando por estas coisas, sabemos que não sabem o que fazem.

Más, e nós? Dizemos que somos seguidores de Cristo, mas estamos amando demasiadamente a comodidade da terra. Passamos mais tempo preocupados com o nosso tempo finito aqui do que nos preparando para a eternidade.

Observe o que diz Mateus 6:19-21: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.”

Como estão os nossos corações?

Se considerar as coisas pela qual sente paixão, quantas delas têm o verdadeiro valor no céu?

Eu tenho que admitir que a minha paixão neste momento, tem a ver com um desejo egocêntrico que eu não estou pronta á renunciar. Mas se entendermos o paraíso infinito que vamos herdar então não nos faltaria vontade de estar ali. Ao invés disso, nos desesperamos por qualquer coisa que possa fazer nosso caminha com Deus na terra mais fácil e mais atrativo.

Eu perguntei ao meu irmão se ele pensava que as coisas vãs que pedimos a Deus realmente vinham dEle quando as recebemos. Sua opinião foi simples e clara. Ele a descreveu como um pai que cujos filhos pedem uma guloseima. Em algumas ocasiões ele as dá. Quando a petição é simples, muitas vezes é difícil não conceder, embora não deva dar. Jesus mesmo menciona a importância de uma oração insistente em Lucas 18 e a parábola da viúva persistente.

Deus não nos da sempre o que queremos, e sua capacidade de recusar-se a fazer, é acima de qualquer autoridade humana. Pense como Ele poderia agir se desejarmos os dons espirituais, Sua presença e Sua vontade. Eu sei que é difícil. Acredite em mim; Eu gosto de presente como qualquer outra pessoa. O receber presentes era minha “linguagem do amor”. Enviar pacotes e dar lembranças a pessoas desconhecidas -  sem nenhuma razão- é uma de minhas ações favoritas. Eu sou do tipo de pessoa que compra dois artigos em máquinas de venda automática e deixo um para a próxima pessoa. Mas imagina se este ano, no lugar de dar regalias materiais, buscássemos os dons espirituais de nosso Pai. Imagina se déssemos a Jesus o nosso amor, nosso respeito, tempo e paciência.

Pense no exemplo que daríamos a nossos filhos se lhes ensinássemos um Natal focado no poder dos dons eternos. Temos nos convencido por demasiado tempo de que um cristianismo medíocre é suficiente para agradar a Deus.

Já Deus nos tem dado o melhor presente que jamais poderíamos receber: Seu Filho . Os dons continuam acumulando-se como disse Jesus em João 14. Ele fala de paz e sossego, e nos disse que se crermos nele faremos obras maiores porque Ele ressuscitou ao Pai.

Eu espero com ansiedade este Natal sabendo que posso substituir minha lista de desejos materiais pelos desejos espirituais de nosso Deus. Espero que o antigo hino torne-se realidade: “ E o terreno, sem valor será”- enquanto fixo meus olhos em Jesus.

Glória a Deus nas alturas, e na terra paz, boa vontade para com os homens!!

FELIZ NATAL !!




Kiara  Casey-Rengifo

Queensland, Australia


Colunista da revista Mensajero Ala Blanca, 
publicação oficial da Igreja de Deus da Profecia.
Novembro/Dezembro 2012

0 comentários:

Postar um comentário

COMENTA AÊ!

Seu comentario será postado assim que for moderado!

Twitter Facebook Favorites More