Aparece por aqui sempre que puder!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Altos e baixos na vida de um cristão

Ufa! Parece que tudo voltou ao normal! Galera tava acontecendo coisas bisonhas aqui no blog, o blog tava postando sozinho um monte de spams, e os títulos das postagens novas que eu criava não apareciam,achei que estava sendo alvo de hackers..kkk vai saber neh virou moda hackear os sites dos outros... Mas parece que tudo voltou ao normal, graças a Deus... Irei ficar de olho!!

Vamuh ao que interessa um texto edificante ai pra vocês foi uma coisa que aprendi durante o fim de semana e é muito importante, lê lá vai >>>


Altos e baixos na vida de um cristão


Alguns dias atrás, eu estava passando por um momento difícil na minha vida. E quando as coisas vão mal o que devemos fazer hein?! Quem sabe!?

Se você disse conversar com Deus, parabéns você acertou!

Cheguei pra Ele e disse:

-  “É o seguinte vou ser sincero Pai! Já passei por momentos melhores na minha vida espiritual do que o que estou passando agora! Num ta legal não! Já senti mais amor por ti em outros tempos e eu sei que a culpa é só minha! Sempre é neh!?kkk”

Pois então, será que você já passou por momentos assim??

Com certeza sim né! Né pussíveeel que só acontece isso comigo! Kkk

Mas aí como sempre vem a resposta de Deus! UHULLLL!!

Olha a frase que eu li e comecei a entender o misterio:

“Nossa vida espiritual é oscilante e por isso não devemos ficar desesperados quando não estamos nos nossos melhores momentos.”

Não somos super-heróis da espiritualidade, nem mesmo foram aqueles que são chamados hoje de "heróis da fé". Se você lê um pouco da biografia destes homens, verá que a transformação nunca foi um ato de fé único e isolado, mas algo contínuo e dinâmico.

No livro de C.S. Lewis - Cartas de um diabo a seu aprendiz - um diabo mais experiente chamado Fitafuso instruiu seu sobrinho Vermebile em relação a vida de um cristão que não andava nos seus melhores dias: “Não o deixe sequer suspeitar da existência da lei da ondulação.Deixe-o pensar que seria natural que o entusiasmo inicial de sua conversão durasse e que deveria ter durado para sempre, e que o seu atual estado de aridez é um estado igualmente permanente”.

 Acho que é isso mesmo que o diabo faz; ele tenta nos convencer que o entusiasmo inicial da conversão deve ser um sentimento que deve durar para sempre na mesma intensidade.

Vamos conferir uma analise da vida de Elias ( capturei do blog Net Gospel)

Quando Passamos por “Altos”?

 1)     Quando Deus nos tira do anonimato e nos coloca no meio de grandes e poderosos para confrontá-los em atos proféticos. Elias aparece do nada (Tisbe, uma pequena aldeia) para revolucionar a agenda do rei Acabe e da profana Jezabel (I Rs.17:1)

2)      Quando Deus providencia meios para nosso sustento, usando formas inimagináveis e milagrosas: Corvos, viúvas, pequeno ribeiro, etc. (I Rs.17:6-9)

3)      Quando presenciamos milagres feitos por nosso intermédio: Ressurreição de mortos (17:21e22), fogo do céu (18:38), chuva depois de mais de 3 anos de seca e corrida milagrosa de 25 km à frente do carro do rei (18:46).

4)      Quando podemos desafiar quem quer que seja e mostrar que Deus está do nosso lado e pode fazer qualquer coisa por nós (18:39).

5)      Quando temos fé suficiente para crermos que uma pequena nuvem, do tamanho da mão de um homem, pode trazer uma violenta tempestade (18:44).

 Quando Passamos por “Baixos”?

  1)      Quando esperamos que as coisas aconteçam de um jeito e acontece de outro: Depois da vitória, Elias esperava a aprovação de Jezabel, mas foi surpreendido pela perseguição (I Rs.19:1e2).

2)      Quando ignoramos um claro sinal de Deus: Um anjo lhe acorda com pão e água, ele come e volta a seu estado mórbido anterior: Dormir. Se antes uma pequena nuvem era sinal de milagre, agora nem um anjo é capaz de lhe mostrar a vitória (19:15e16).

3)      Quando nos isolamos de todos, pensando que somos exclusivos, que tudo gira em torno de nós, e sem nós, a coisa não funciona (19:10)

4)      Quando temos a oportunidade de ficar frente a frente com o Altíssimo e ficamos querendo nos justificar, com autocomiseração, se fazendo de vítima, tentando convencer a Deus de nosso extremo zelo (19:14). – Ps: Deus não nos mandou ser extremamente zeloso, mas sim zeloso apenas. Todo extremo é perigoso.

 O que Deus Faz?

 1)      Mostra-nos nosso equívoco: Tem mais gente passando pelo que estamos passando: Sete mil joelhos que não se dobraram a Baal (19:18).

2)      Manda-nos fazer o mesmo caminho de volta (sem atalhos), pelo deserto de Damasco: Mais deserto? Deus não alimenta nossa alto-estima (19:15).

3)      Dá-nos trabalho para fazer, nos ocupa com uma terapia funcional: Ungir reis e profetas, era o que ele sabia (19:15e16). Já que pediu a morte, Deus prepara seu sucessor na sua “barba” (19:16).Ps: Ninguém é insubstituível pra Deus.

Tendeu? Foi aí que eu tendi!!

Há períodos que estamos prontos a derrotar “450 profetas de Baal” e no outro dia estamos escondidos na "caverna existencial" com medo de viver.

São coisas normais na vida de um cristão. O Problema é que nesses momentos de abatimento espiritual começam a aparecer alguns sintomas que indicam que as coisas não vão bem;
  • Perda do interesse pelos exercícios espirituais como a oração, leitura da Palavra, etc;
  •  Falta de vontade de participar das atividades da Igreja;
  •  Interesse pelas coisas “mundanas” e por satisfação pessoal acima de tudo;
  •  Interesse maior pelo pecado e certa convivência pacífica com ele.

No Salmo 42, pode-se perceber um homem sedento e enfraquecido por algum motivo.Por três vezes o salmista lamenta:

“Por que estás abatida, ó minha alma? Por que se perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu”. (42.5, 11; 43.5)

Se não estamos no nosso melhor momento com Deus, nem tudo está perdido devemos ter calma e buscar novamente acertar, melhorar, fazer o certo...

Em tempos de crise espiritual é sempre bom lembrar-se de coisas positivas do passado. “Quando me lembro destas coisas choro angustiado. Pois eu costumava ir com a multidão, conduzindo a procissão à casa de Deus, com cantos de alegria e de ação de graças entre a multidão que festejava.” (Salmo 42:4). Lembrar dos momentos de superação que você viveu. Tantas vitórias que você alcançou.

Em tempos de crise espiritual é sempre bom lembrar-se da fidelidade de Deus e ver o futuro na perspectiva de Deus. O salmista diz pra si mesmo: “Pare de ser depressivo e comece a esperar em Deus!” Só Deus pode nos ajudar a vivermos na perspectiva dEle. Lembrando e crendo que em qualquer momento Deus é fiel, ai a esperança se renova em nossa alma. O que Deus fará pelo salmista?

1) Deus vai satisfazer os desejos de sua alma – (42:1, 2);

2) Deus estará com ele – (42:5);

3) Deus fará tudo acabar bem no final – (42:5, 11; 43:5);

4) Deus continuará amando o salmista – (42:8)

“De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos. Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia,” (2 Co 4.7-9,16).

O ultimo verso do Salmo 42 diz tudo o que entendi e aprendi nesse fim de semana:

“Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus.” (Salmo 42:11)

Eh izzo aew peoples!!!

Até a próxima!

Abraxos!

 Patrick Bonifacio Santos

3 comentários:

muito muito triloko! Quadriloko!!!

Perfeito o texto Patrick!

Temos que ter cuidado com os nossos momentos de crise e frieza espiritual!

O Diabo se aproveita dessas situaçoes pra nos acusar e colocar sobre nós fardos pesados!

Bjinhoss miguh!!!

Adoreei o texto , veio na hora exata pra minha viida.

baah ! eu tava precisando desse texto nesse exato momento ... Deus o abençoe!

Postar um comentário

COMENTA AÊ!

Seu comentario será postado assim que for moderado!

Twitter Facebook Favorites More